domingo, 18 de janeiro de 2009

Srª. Ministra: Como chegámos aqui...

"admito que perdi os professores, mas ganhei a opinião pública" (Maria de Lurdes Rodrigues , Junho/2006)

"vocês [deputados do PS] estão a dar ouvidos a esses professorzecos"
(Valter Lemos, Assembleia da República, 24/01/2008)

"caso haja grande número de professores a abandonar o ensino, sempre se poderiam recrutar novos no Brasil" (Jorge Pedreira, Novembro/2008)

"quando se dá uma bolacha a um rato, ele a seguir quer um copo de leite!" (Jorge Pedreira, Auditório da Estalagem do Sado, 16/11/2008)

"[os professores são] arruaceiros, covardes, são como o esparguete (depois de esticados, partem), só são valentes quando estão em grupo!" (Margarida Moreira - DREN, Viana do Castelo, 28/11/2008)

6 comentários:

Anónimo disse...

QUE NINGUÉM FURE A GREVE, AMANHÃ!

http://arcadecoisitas.blogs.sapo.pt/

Anónimo disse...

Nunca tivemos um governo com tanto respeito pelas pessoas!
Obrigado! Sr. Inginheiro Sócrates.
Obrigado! Sr. Doutora Ministra da Educação pela sua consideração.
Muito agradecido pela sua preocupação Sr. Doutor Pedreira.
Muito grato Sr. Doutor Valter.Lemos
Não tenho palavras para agradecer tamanha consideração cara Doutora Margarida Moreira.
Mais uma vez muito agradecido! Todos os portugueses ficam muito agradecidos por tão doutas palavras que tão motivam os professores na sua tarefa difícil de ensinar as nossas criancinhas, futuras cidadãs de Portugal.

Anónimo disse...

A Drª(não sei que Faculdade frequentou) Margarida Moreira, se calhar, um dia vai ter que voltar para uma escola pública. Como é que se irá sentir no meio de "arruaceiros e covardes" esta senhora tão bem formada no plano ético? A Drª é de facto um exemplo de ética, um modelo a dar a conhecer a todos os jovens portugueses. Parabens pelo nível intelectual demonstrado.

Alberto Berta disse...

A avaliação faz parte do processo de gestão de qualquer entidade, privada ou pública e destina-se a adequar os recursos aos desafios que a organização enfrenta. Os processo de avaliação já são utilizados em muitas empresas e inclusive no resto da Função Pública. Se os Docentes se consideram bons profissionais e tutores honestos das gerações futuras, então, devem pressionar o sindicatos e as federações para que estes apresentem propostas alternativas realistas, muito detalhadas e bem fundamentadas e que se apresentem nas negociaçõe com um racional claro e argumentos imbatíveis. É assim que se trabalha e vive no pós-25 de Abril e não sujeitos ao fachismo destes métodos arcaicos.

Jorge Arriaga disse...

Ó BOY Alberto Berta,

Tenha vergonha na cara! Em vez de espalhar esse spam por todo o lado, diga-me em que país e em que profissão é que as pessoas são "avaliadas", caluniadas e perseguidas desta forma?

A avaliação? A vossa avaliação só existe no Chile, e menos bárbara que esta?

Cale-se de vez, seu palhaço grotesco! Seu rato de cano! Lacaio da ditadura socretina! Imbecil! PIDE!

Jorge Arriaga disse...

E comente a pseudo-licenciatura do seu Pavão! Comente as luvas Freeport Alcochete! Comente todos os escândalos dessa pandilha deplorável, que vai sofrer três derrotas eleitorais este ano, e que espero que nunca mais volte ao Poder!

Mafiosos maçónicos, traficantes de diamantes e de influências, corruptos, ditadores sem vergonha!