sábado, 28 de fevereiro de 2009

Há uma nuvem negra sobre o PS



Uma sondagem secreta encomendada pelo PS que dá 18% ao Bloco. A dramatização seguirá dentro de momentos...

LONGA VIDA CAMARADA SÓCRATES


Por estes dias Jerónimo de Sousa anda cheio de azia. Sócrates roubou-lhe o exclusivo das festas de exaltação do chefe, da cassete e da ficção. A única dificuldade da agencia organizadora da propaganda(aquela que abarbata 500000 euros por cada corte de fita em auto-estrada-não-feita) foi o facto das sardinhas ainda estarem magras.
Os boys e a jagunçada que
malha e xuxa no aparelho de estado, e no contribuinte, está esfusiante, esbugalhada perante um fim de semana de orgia. Com as matrafonas no doce lar, lubrificaram as espingardas, soltaram a canzoada e mergulharam num burguês fim de semana de politiquices, vaidades e jogos de casino. Embuidos naquela missa, com poder recauchutante das almas, numa espécie de transe, absorvem uma abstracção dourada do pais real. O doutor Almeida Santos, convidado para dar um ar de respeito e manter os mais esgaseados na ordem, já disse_ mais baixinho que Portugal sofre, está de luto.
Sócrates fez como Portas no seu 1º reinado de PP: depois de uma fase de prepotência gorada, mascara a falta de credibilidade e peso politico chamando os barões, sendo certo que alguns poderão não aparecer e outros afastar-se-ão. Sendo o PS um partido moldado à autocracia de Sócrates e já em decomposição. Com a queda do coronel entrará num processo de autofagia como aconteceu no PSD(PartidoSacoDegatos).
Portanto a festança é só mais um daqueles suspiros antes da morte. Uma espécie de chicotada psicológica sem troca de treinador, condenada…
De conteúdo está esvaziado. Sócrates promete uma mão cheia de nada. Repete à exaustão o investimento/gastar do dinheiro dos contribuites em elefantes brancos que encherão os bolsos dos consórcios bancos-construtoras-engenharias, num exercício que colocará o défice nos 5% e agravará o custo do dinheiro para os Portugueses. Fernando Ulrich disse esta semana que não basta andar a propagandear que se esbanja dinheiro. Nas PMEs que criam emprego (a politica desejada por MFLeite) o falhanço de Pinho é flagrante, os programas são mal pensados e a economia real que cria 80% do emprego não mexe.
Na parte estrural a única coisa que melhorou foi a cobrança de impostos, mesmo assim continua a não haver coragem para algo simples: cruzar bens com rendimentos e pedir explicações. A justiça está de rastos porque interessa e a educação não se resolveu por uma teimosia do 1º ministro. A saúde anda remendada porque gera convulções sociais, mas os problemas estão lá: o lobby dos medicamentos, o lobby das vagas nos cursos medicina, os blocos operatórios que passam os dias às moscas, a medicina de proximidade e preventiva que não se faz, ou porque não há médicos ou porque isso não dá mais dinheiro aos médicos.
O reinado de Sócrates resume-se numa 1ª fase retirar dos bolsos da classe média para o esbanjamento dos boys e numa 2ª fase engordar as construtoras e bancos.
Longa vida camarada Sócrates, alegremente de orelhas baixas escorregando para o abismo…
PScri- 13,30h, António Costa inflamado, cospe no Bloco que o viabilizou na Câmara Lisboa, dramatizando as muletas para justificar o pedido de uma maioria absoluta. Os governos em Portugal são maus e imõem-se autoritariamente, não pela qualidade da governação e conquista dos eleitores. Dai que só haverá democracia com governos minoritários ou de coligação que consigam que consigam soluções equilibradas e participadas no parlamento. As maiorias já provaram o desastre que são. Nos países mais desenvolvidos não há cá esta estória. Governam-se com a ignorância do povo.
Vital Moreira- Há uns tempos desconfiado escrevi aqui. Agora é oficial. É cabeça de lista pelo PS às Europeias. Merece, tem transpirado que se farta a malhar na oposição, chegando ao estado frenético em blogs e jornais. A patroa já la tem o taxinho de secretária do estado no simplex, agora vai o senhor para bruxelas, que a vida por cá está dura e 15000 euros por mês sempre dão geito. Vejo com alguma apreensão um Juiz na política.

O serviço de taxos da Elisa

Eu gostava que me esclarecessem se Elisa Ferreira só concorre à câmara do Porto e se ficará como vereadora. Ou se pelo contrário aposta em vários taxos mantendo uma das práticas mais descredibilizantes para os políticos com malefícios para a sociedade. Até Manuela F. Leite já mandou acabar com isso no PPD, quero ver o que fará Sócrates.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Paredes de Coura GATE

A reacção de Paredes de Coura:
Numa decisão do Conselho Pedagógico do Agrupamento de Escolas Território Educativo de Coura foi aprovada a suspensão de algumas actividades. Num total de 164 actividades que integram o Plano Anual de Actividades, foram suspensas cerca de 10. As actividades suspensas foram apenas aquelas que não interferissem com questões pedagógicas e curriculares nem com a formação geral dos alunos, pois são estes o cerne do sistema educativo e jamais poderiam ser prejudicadas. Convém salientar ainda que o Plano Anual de Actividades é, como o próprio nome indica, um plano. É uma previsão, não é um documento jurídico,pelo que, pode ou não cumprir-se pelas mais variadas razões. Mais, é aprovado pelo Conselho Pedagógico e ratificado pelo Conselho Geral, pelo que, sendo um dos documentos emblemáticos da tão falada autonomia das escolas, só a estes órgãos compete a sua alteração. Ao longo destes últimos dias temos tido o (des)prazer de ler na comunicação social aquilo que a Associação de pais deste Agrupamento de Escolas tem vindo, numa atitude de pura má fé, a veicular: foram suspensas todas as actividades. A verdade é que foram suspensas cerca de 6% das actividades, num Conselho Pedagógico onde os Pais estão representados. Ou mentiram propositadamente ou então são pessoas com um coeficiente de inteligência tão diminuto, que não entenderam nada daquilo que o Conselho Pedagógico decidiu.
Aquilo que me espanta (a mim e a todos os professores deste agrupamento) é a importância dada ao desfile de carnaval! De facto é estranho que os Pais se preocupem com a participação no desfile de carnaval nas ruas da vila. Não é a comemoração do carnaval na escola (pois esta nunca esteve em causa), é a comemoração do carnaval na rua!
Os momentos que se seguiram são dignos de servirem para o guião de um filme ilustrativo do antigo regime: Terça-feira à noite: A presidente do Conselho Executivo é informada por telefone que está proibida de prestar declarações à comunicação social.
Quarta-feira de manhã: a escola recebe um email da Directora Regional de Educação do Norte, num português de difícil compreensão, determinando a realização do desfile. (segue em anexo).
Quarta-feira à tarde: Chegam à escola 2 elementos do Centro de Área Educativa de Viana do Castelo e 3 elementos da Direcção Regional de Educação do Norte. Durante mais de 4 horas pressionaram o Conselho Executivo a convocar os Professores para participar no desfile de carnaval. O Conselho Executivo não cede, pois a decisão foi tomada pelo Conselho Pedagógico. Esta equipa de intimidação faz a proposta de ser pedido aos professores para participar no desfile. O pedido é feito mais tarde aos Professores que não aceitam. Só participarão no desfile se forem intimados a tal pela DREN. Quinta-feira à tarde: Volta à escola mais uma equipa de pressão, agora constituída por 6 elementos do Centro de Área Educativa de Viana do Castelo. Durante várias horas pressionam o Conselho Executivo.
Informam que não saem sem uma resposta e não dão respostas quanto às consequências da não
convocação dos Professores.
Não é difícil perceber o que se passaria se o Conselho Executivo não convocasse os Professores para participar no desfile. Aquilo que a DREN não teve coragem foi fazer ela mesma a convocatória. O que vai acontecer é que os Professores deste Agrupamento vão participar no desfile pois estão solidários com o Conselho Executivo, no qual têm um imenso orgulho. E não vão só os professores que foram “obrigatoriamente” convocados. Os outros vão também. Vamos todos. Afinal, o importante para a qualidade da educação no nosso país são os desfiles de carnaval.
E não me venham dizer que há aqui interesses políticos! Por favor! Portugal é uma democracia! Ou não?

Professor de Paredes de Coura

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Façam favor de tirar o dedinho do traseiro do zé

-Num comunicado, a CGD defende que comprou quase dez por cento da Cimpor a Manuel Fino (a 4,75 euros por acção) por menos 14 por cento do preço-alvo apontado por “analistas dos principais bancos de investimento” e que era de 5,5 euros por acção.
Vamos a ver se nos entendemos. O Dr. F.Oliveira vem aqui invocar que comprou bem a 4,75E porque os Price Targets (PTs)dados por idóneas casas financeiras eram de 5,5E, ainda por cima em mercado Bear, portanto o mais provável era cair o preço como aconteceu.
Como se observa no gráfico o preço médio da cimpor nos últimos meses anda nos 3,50E e em Fevereiro cai para 3E. Portanto a CGD comprou as acções pelo menos 25% acima do preço do mercado. Se fosse comprar à bolsa poupava 25%, -62000000 euros, davam para um Hospital xpto. O resto é treta. O que podemos chamar a isto? compadrio, amiguismo, algo mais?
-Se o argumento por mais 25% fôr um prémio pelo controlo da Cimpor, é falacioso, porque a CGD com 10% não vai controlar a Cimpor.
-Desmontando os PTs. Toda a gente que anda, ou andou nos mercados sabe, que os PT são a paródia nacional, qualquer agiota de porta aberta, dá PTs para cima se tiver muitas acções em caixa ou as quiser vender, ou para baixo se as quiser comprar. Isto são argumentos para a populaça, mas cuidem-se que povo pode não ser tão estúpido como parece.
A CGD continua a brincar com o nosso dinheiro depois de ter perdido 450 milhões de euros no exercício de 2008, devido a imparidades e aos impactos de empréstimos como os realizados a Manuel Fino. Espero que o Sr.Presidente esteja a exercer a sua magistratura de influência...

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

DESFALQUE BRANQUEADO:os contribuintes ofereceram 62M a Manuel Fino


Manuel Fino deve centenas de milhões de euros à CGD. Numa renegociação da divida, entregou 10% da CIMPOR como garantia, tendo a CGD aceite ficar com as acções 25% acima do preço de mercado. Com este negócio ruinoso os contribuintes perderam 62000000 euros. _Como??????????? É verdade…
Confrontado esta quarta-feira no parlamento sobre o prémio de 62 milhões de euros que a Caixa Geral de Depósitos atribuiu ao empresário Manuel Fino, José Sócrates remeteu as explicações para o ministro das finanças que por sua vez as remeteu para a Caixa Geral de Depósitos(certamente que Faria de Oliveira as remeterá para o jardineiro). À saída do plenário e perante a insistência dos jornalistas, Sócrates afirmou, visivelmente atrapalhado, que só tomou conhecimento do assunto há um dia. _Claro! claro!

No caso do BPP, a garantia dada pelo Banco Privado Português ao Estado, para que este contratualizasse com seis bancos privados um empréstimo de 450 milhões de euros, está sobre avaliada em mais de 90 milhões de euros. Mais uma falcatrua para o zé pagar. Já esperamos também neste caso mais um teatro parlamentar, para que tudo fique na mesma. Isto é caso de policia. Será legitimo um governo só porque tem maioria entregar milhões do erário público aos privados? Sr Presidente da Republica não tem nada para dizer? os cidadãos estão fortemente indignados e revoltados. Agora seria oportuno sair do gabinete e fazer uma presidencia aberta pelo pais real.

Quem acredita em sondagens?

EMPREGO:novas pinocratinidades


. . .
. .

Pérolas da sintaxe popotica

“Sendo certo que muitos docentes não se aceitam o uso dos alunos nesta atitude inaceitável” popota
Clique Aqui e veja mais imagens
MixPlanet.com.br
"Que confiança podemos ter num Ministério que mantém no seu posto uma chefe de serviços que atropela a Língua Portuguesa em documentos que levam o seu selo? Nenhuma. "Xico Viegas

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

ILITERACIA FINANCEIRA:fortemente comidos

Este assunto do BPP já mete nojo.
_Senhores investidores, nenhum regulador no mundo, por mais medíocre que seja, pode garantir resultados sempre positivos em produtos e aplicações de risco, diga-se, indexados às variações dos mercados bolsistas. De resto, se foram fortemente comidos, isso deriva da vossa mediocridade e iliteracia financeira. Se quiserem vão para tribunal, mas a montanha vai parir um rato, porque se isso fosse caminho os Berardos&Balsemãos já lá tinham caído como moscas.

Pinocratino zinho da Pinocratilândia.

Em primeiro lugar quero fazer aqui o registo de uma realidade que há muito lavra a sua mediocridade nesta finisterra, eis pois: Pinocratino rei-zinho da Pinocratilândia.
Comecemos então. O zinho, com o nosso dinheiro, depois de ser fiador de 400 000 000 de euros no BPP diz que não se responsabiliza por grandes fortunas. Perceberam bem? Não o fará no futuro, porque já o fez no passado.Ok…
No caso Braga-Parques, a montanha pariu um habitual rato. 5000 euros de multa a quem se propunha dar luvas de 200 000. O trolha esfregou as mãos e guardou 195 000 para o próximo vereador.
Há mais de um mês que não vejo um policia na rua. Já percebo porquê???!!!??...
Os pais e o pai dos pais, andam preocupados com a violência em meio escolar. O problema começou simplesmente no eleitoralismo. Disse a avantesma: ” Perdi os professores mas ganhei a população”. Fica agora claro que perdeu os professores e a escola. Ninguém me agradece como outrora, em que de passagem pelos corredores, zelava pelo bem público e pela segurança dos discentes, com avisos à direita e ralhos à esquerda. Chega! Enquanto lá estiver a corja é andar na vidinha com a cabeça entre as orelhas, obviamente em trabalho de sapa.
Quanto a mais 70000 desempregados em Janeiro, são resultado das politicas estruturais de 3 anos de governação fascista a favor do capital e da depredação das classes médias, em véspera da entrada em vigor de um código do trabalho que escancara a porta aos despedimentos, num país de empresários com mentalidade pinocratina-xicoespertista.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

ATÉ QUANDO?

Maiakovski
Poeta russo "suicidado" após a revolução de Lenine. Escreveu, ainda no início do século XX :
Na primeira noite, eles se aproximam e colhem uma flor de nosso jardim. E não dizemos nada.
Na segunda noite já não se escondem, pisam as flores, matam nosso cão. E não dizemos nada.
Até que um dia, o mais frágil deles, entra sozinho em nossa casa, rouba-nos a lua, e, conhecendo nosso medo, arranca-nos a voz da garganta. E porque não dissemos nada, já não podemos dizer nada.

Primeiro levaram os negros
Mas não me importei com isso
Eu não era negro
Em seguida levaram alguns operários
Mas não me importei com isso
Eu também não era operário
Depois prenderam os miseráveis
Mas não me importei com isso
Porque eu não sou miserável
Depois agarraram uns desempregados
Mas como tenho meu emprego
Também não me importei
Agora estão me levando
Mas já é tarde.
Como eu não me importei com ninguém
Ninguém se importa comigo.
Bertold Brecht (1898-1956)

Um dia vieram e levaram meu vizinho que era judeu.
Como não sou judeu, não me incomodei.
No dia seguinte, vieram e levaram meu outro vizinho que era comunista.
Como não sou comunista, não me incomodei .
No terceiro dia vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.
No quarto dia, vieram e me levaram;
já não havia mais ninguém para reclamar...
Martin Niemöller, 1933 - símbolo da resistência aos nazis.

Primeiro eles roubaram nos sinais, mas não fui eu a vítima,
Depois incendiaram os ônibus, mas eu não estava neles;
Depois fecharam ruas, onde não moro;
Fecharam então o portão da favela, que não habito;
Em seguida arrastaram até a morte uma criança, que não era meu filho...
Cláudio Humberto, em 09 FEV 2007

Sócrates logo no dia da posse atacou os farmacêuticos.
Eu não disse nada porque não sou farmacêutico
A seguir atacou os magistrados, também nada disse porque não sou magistrado.
Depois foi aos médicos e enfermeiros. Também nada disso é comigo
A seguir congelou as carreiras dos funcionários público, quero lá saber eu nem sou manga de alpaca.
Maltratou os polícias, os militares, os professores... os padres também não escaparam
Aumentou os impostos.
Aumentou a idade da reforma, a insegurança nas ruas, nas escola e até nas nossas casas.
Há mas criou “as novas oportunidades” “o divórcio” a insegurança, o crime, a violência, os “canudos” de férias e Domingos.
Hoje bateu à minha porta com a Lei da mobilidade e atirou-me para o desemprego. Já gritei e ninguém me ouve, até parece que a coisa só me afecta a mim.
O que os outros disseram, foi depois de ler Maiakovski.
Incrível é que, após mais de cem anos, ainda nos encontremos tão desamparados, inertes, e submetidos aos caprichos da ruína moral dos poderes governantes, que vampirizam o erário, aniquilam as instituições, e deixam aos cidadãos os ossos roídos e o direito ao silêncio : porque a palavra, há muito se tornou inútil…
- até quando?...
ZÉ-Lutador antifascista e democrata na vespra da queda do governo pinocratino

domingo, 22 de fevereiro de 2009

Lista dos Oscars já circula na net


"Este documento é uma fraude», disse a porta-voz da Academia, Leslie Unger(...)"

Zonas francas e suas donas brancas.

Sim senhor, que comovente, a socratinagem e as varas de pinóquios por essa Europa feudal fora, todos preocupados com zonas francas e suas donas brancas.
Quanto a promessas, o chifrudo tem uma lista longa...

Cada cavadela sua minhoca.

Gostaria de ver o 1º ministro empenhado numa solução para o país que incluísse uma justiça célere.
Penso que no seu caso, a descrição da crise, talvez fosse um exercício mais seguro, uma vez que se dá mal com as previsões.
Quanto ao rumo doutrinário, com Chavez no congresso do PS, fica agora claro o alcance da apregoada esquerda moderna.
No que refere às politicas ambienteis, se forem da mesma qualidade dos aterros da Beira-Baixa, continuaremos no ambiente da lixeira.
Como dizia minha avó, cada cavadela, sua minhoca...

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Um paquiderme numa loja de cristais

1ºEsta criatura não aprendeu lógica na escola. Ah já sei, foi à independente fazer o exame .
2ºA foto deveras impressiona qualquer um, pelo realismo, carga emocional e política, funciona como um escape psicológico numa sociedade que permanece na letargia semeada e cultivada por um regime musculado,
3º Numa legislatura em que tudo foi mal conduzido, inclusive no mistério do eduquês, ninguém duvida que as decisões saem de Lisboa e a popota é só um peão com a habilidade política de um paquiderme numa loja de cristais.
4º É mais um episódio da putrefacção do regime.

ELISA FERREIRA: a independente

Elisa Ferreira apresentou-se aos eleitores do Porto, aos abraços a Mário Soares e José Sócrates, e umas piscadelas de olho a Pinto da Costa. Depois dos hinos e das palmas, reafirmou a sua independência partidária e a blindagem a promiscuidades e compadrios.
Clique Aqui e veja mais imagens
MixPlanet.com.br

O Lapso

Pergunta sobre professores que não entregaram objectivos foi "um lapso"
A Direcção Regional de Educação do Centro nega que e-mail enviado aos Conselhos Executivos tivesse qualquer objectivo de "pressão ou intromissão"
Os presidentes dos Conselhos Executivos das Escolas que haviam sido chamados a revelar qual a sua "posição relativamente aos docentes que não entregaram os objectivos individuais" foram hoje contactados por um responsável da Equipa de Apoio às Escolas de Coimbra, que lhes disse que a pergunta foi feita "por lapso" e os dispensou de responder.
Os contactos – cujo teor foi confirmado pela presidente do Conselho Executivo da Infanta Dona Maria, Rosário Gama – foram seguidos da divulgação de um comunicado pela Direcção Regional de Educação do Centro (DREC), em que se afirma que "o e-mail enviado [para as escolas], de iniciativa local, não teve qualquer objectivo de pressão ou intromissão". "Foi a forma encontrada por uma determinada equipa de Apoio às Escolas de fazer um ponto da situação, conducente a qualquer esclarecimento ou apoio que se revelasse oportuno", acrescenta.

A questão em causa foi colocada no âmbito de um inquérito em que se perguntava, também, qual o número de professores que entregaram objectivos, o dos que os não entregaram, o dos que requereram avaliação científico-pedagógica e avaliador do próprio grupo disciplinar e ainda o daqueles que pediram dispensa de avaliação. E foi entendida por Isabel Le Guê, que este mês foi escolhida para porta-voz dos 212 presidentes dos conselhos executivos que contestam a avaliação dos professores, como "uma forma de pressão"."Que relevância tem a posição da Comissão Executiva em relação aos que não entregaram os objectivos individuais? Infelizmente, só posso interpretar a pergunta como uma manobra intimidatória, como forma de levar os presidentes dos conselhos executivos a agirem – não com o propósito que devia ter qualquer avaliação, a de melhorar o desempenho dos avaliados – mas sim por medo de serem prejudicados", reagiu ontem Isabel Le Guê.
Maria do Rosário Gama, que faz parte do grupo dos 212 professores, frisou hoje que a pergunta "só podia ser entendida como uma forma de pressão" e disse-se "muito satisfeita por se tratar de um lapso". "Nunca senti qualquer forma de pressão por parte desta direcção regional e estava extremamente surpreendida", afirmou.

Por G.B.Ribeiro

MALHADINHAS:a inversão do onus

O ministro dos Assuntos Parlamentares considerou ontem "inaceitável" que a promoção feita pela RTP1 à sua entrevista com Judite de Sousa tivesse em som as suas palavras "malhar na direita" e disse esperar um pedido de desculpas daquela televisão. E
O sr silva disse em alto e bom som que gosta de malhar na direita. Eu também gosto e não é só na direita.
A afirmação é pública e é feita pelo senhor silva, portanto a existirem desculpas devia ser da sua parte. O nível de demagogia é tal que já toca o ridículo.
Quero ver se Judite de Sousa consegue manter a aparente imparcialidade da estação, tal como o fez José dos Santos em confronto com Morais Sarmento quando era ministro, chegando a invocar que o doutorado em comunicação social era ele. Apesar de tudo a qualidade da Democracia era outra. Infelizmente, todos os dias há sinais de putrefacção.

NEGOCIADOR NATO

"O apartamento de José Sócrates em Lisboa, segundo consta da escritura notarial, foi adquirido pelo preço de 47 mil contos (235 mil euros). Dois anos antes desta venda, um apartamento idêntico no mesmo prédio (o 3º E) foi comprado por um emigrante português que estava isento do imposto de sisa por 70.200 contos (351 mil euros), ou seja, mais 50 por cento do que o valor declarado por Sócrates."P


Clique Aqui e veja mais imagens
MixPlanet.com.br

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Façamos de conta que ainda vivemos em democracia.


Ministério Público proíbe sátira ao Magalhães no Carnaval de Torres Vedras

Façamos de conta que ainda existe plena separação de poderes. Como disse Mário Crespo_qualquer dia é só fazer de conta que votamos.

ME: mais uma proposta desonesta.

O SE Pedreira largou para o ar uma proposta para abolição do limite de vagas para professor titular.
Esta proposta é uma falácia uma vez que só os professores com classificações de muito bom e excelente podem ser titulares e para estas notas há quotas. Relembro o que está em causa na questão das quotas: dois professores excelentes na mesma escola mas só com quota para um - um será, o outro sendo deixará de o ser, isto provocará revolta e desmobilização.
Os professores estão fartos de armadilhas e propostas xico-espertistas.

Quem tem interesses na sabotagem da justiça?

O sindicato dos magistrados do ministério público, anda em polvorosa, com a tentativa dos politicos de manietarem os juízes, principalmente quando nas investigações entra o peixe graúdo. Alegadamente, uma das formas de emperrar a investigação é o sub-financiamento e a falta de meios. Parece que há um sistema informático que o governo quer que os juízes utilizem para gestão de processos(citius). O problema é que os magistrados alegam que o sistema é uma janela aberta sujeita a fraudes. Há mesmo magistrados que se recusam a utilizar tal maravilha simplex.
A propósito disto vem no Correio da Manhã a suspeita de uma vida de luxo, e até foi investigada. Lê-se: "A PJ pediu o levantamento do segredo bancário e acedeu às contas do arquitecto, alvo de uma das denúncias que entrou na PJ. Mas por falta de disponibilidade de meios acabou por não ser feito o cruzamento do património com os processos em que o técnico superior teve intervenção enquanto responsável pela gestão do Urbanismo"
Uma outra duvida está na cabeça dos portugueses, quando se sabe que as offshores do BPN foram usadas no Freeport: O que está por trás da nacionalização do BPN?
Isto não é falta de meios, é sim interesse em que não se investigue. Porque se há dinheiro para estádios e outros elefantes brancos...

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Freeport:últimas no rasto do dinheiro

Diz o Correio da Manhã que o Freeport terá passado para o escritório de Vasco Vieira de Almeida 6,5 milhões de euros. Diz que era para despesas do negócio. A Judite anda no faro do guito, e parece que o esquema é complexo. O dinheiro aparece facturado a diferentes empresas do grupo de advogados e outra parte terá sido investido em fundos. O guito dá a volta e parece que no final de 2005 sai reciclado e vai direitinho para a compra de um prédio onde está hoje instalado o escritório de Vasco Vieira de Almeida.
O escritório já disse, que não senhor. Pois claro que é tudo mentira. Vai tudo para tribunal. Parece que já ninguém tem respeito aos tribunais.
Off corse, offshore...

Arranjaram uma lebre no Freeport

"Caso Freeport já tem arguidos "
Clique Aqui e veja mais imagens
MixPlanet.com.br
Deve ser o porteiro e o jardineiro!!!!!...

A POPOTA QUE FAÇA O CARNAVAL

Um desfile de Carnaval pelas ruas da vila de Paredes de Coura com os alunos do agrupamento estava previsto para sexta-feira, mas os professores, em reunião do Conselho Pedagógico, decidiram cancelá-lo, alegando falta de tempo para o preparar. A DREN diz que ordenou o desfile. Ordena??? mas já chegamos à Venezuela? P
Os papás estão tristes porque já não há festa e protestaram, só não os vejo protestar por não colocarem os pés nas reuniões da escola ou quando lá vão é para espancar docentes, ou por as escolas estarem ao abandono sem funcionários, porcas, porque as empresas de limpeza recebem bem e trabalham mal, ou protestar por a comida nas escolas cheirar a óleo rançoso do mau serviço de empresas privadas de catering, tornou-se tudo um negócio, ninguém protesta.
Nos países desenvolvidos é a comunidade que trata das festas, não têm que ser os desgraçados dos professores que andam há 15 dias a fazer reuniões intercalares pós laboral até às 21.00h depois de um dia de aulas, que ainda têm de alinhar na palhaçada.
Haja bom senso e sentido democrático, o que falta à popota, forjada no sindicalismo e vendida ao fascismo.

O homem novo

Salazar
Outrora
Caiu
Regressou
Agora
Transformado
Em
Socialista

Anarquia na escola.

Quando uma sociedade confunde educação com instrução, está tudo dito.
A educação, no sentido das boas maneiras para o convívio social, dá-se em casa. A escola pode completar a educação com outras dimensões que não essa. A educação é competência de toda a sociedade e primeiramente da família.
Os políticos, que subiram na vida com passagens administrativas no 25 Abril, que destruíram muitos dos valores da educação e da família nos últimos 30 anos, que empurraram para a escola o ónus da sua incompetência, dizem agora que é preciso começar de novo. Não é meus amigos. O que é necessário é ir buscar os valores que sempre equilibraram a humanidade, a família e foram alienados com a adulteração da democracia, que afinal transformaram em anarquia, governando-se assim com a corrupção no meio da confusão.(temos uma anarquista no ME português)
O que se pode chamar à situação que se vive em muitas escolas, em que um professor não consegue leccionar uma aula devido à indisciplina que mais não é que falta de educação, com toda a complacência do governo?

o último a rir?

Enquanto o desemprego aumenta e o PIB cai, o PS lança p´rá fogueira romarias, casamentos gay e eutanásias, como pasto à populaça, enquanto a nação vai caminhando alegremente para o abismo. Mas pode-lhe sair caro, a igreja cerrou trincheiras e na província o tombo pode ser sério. Nas cidades o bloco impõe-se bem, e as minorias não sairão do bloco por um prato de lentilhas oferecido por um PS eleitoralista e oportunista.

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Comissão de educação dá pasto à lurdinhas

Na comissão parlamentar de educação foi aprovado pedido de explicações ao Governo sobre objectivos individuais dos docentes.
Bem, se Sócrates ordenou que isto era para passar, o que está aqui cozinhado é um palco institucional mais calmo que um debate parlamentar, ainda assim com algum contraditório, para que a dona lurdes possa ir ler a cabula dos advogados do ME.
Acontece que o enxorrilho de legislação é tal, que é possível argumentar uma coisa e o seu contrário.
Porém, não perdendo de vista o ECD e o principio da hierarquia do direito, a dona lurdes não irá longe com a sua cábula. Veremos se os deputados leram o parecer de Garcia Pereira e estão à altura do contraditório.

Opurtunismo político

(...) Um conjunto de reformas supostamente estruturais (educação, saúde, justiça e administração pública ) que certamente vinham resolver o problema. Mas as tais reformas não produziram nenhum resultado que se veja. Enfrentou-se a convulsão social, mas nenhuma das áreas estruturais teve melhorias significativas, muito menos aproximar-se do que foi prometido e anunciado em 2005. Mostrando mais uma vez uma excelente intuição política, Sócrates endossa as responsabilidades desta vez à crise internacional e mantém a ficção de que, depois de passada a crise, veremos os bons resultados das tais reformas. Depois das eleições evidentemente. A seu tempo, depois de passada a crise internacional, a economia portuguesa continuará estagnada, a empobrecer-se de forma relativa, com um crescimento na casa dos 2%. A baixa produtividade manter-se-á.(...) integral no JNEG

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Para que serve a CGD?

As taxas do mercado interbancário fartam-se de regredir e já caíram dos valores de há 2 anos. O governo cria programas de crédito à economia mas o capital não chega ao destinatário, os bancos retêm-no, pondo-o a render no BCE e quando chega às empresas é caro. Se a desculpa para utilizar todos os bancos como veiculo é a doutrina liberal, já não chega e nem funciona, ai o governo teria de financiar a economia exclusivamente através da CGD, e praticar taxas de 2,5% a 3%, teria um spred de 0,5 a 1%, isto é que seria uma boa ajuda. Manifestamente o governo não está a ajudar a economia, continua a engordar os bancos.

Não esqueça a escova de dentes dona lurdes

Dizem as más línguas que a dona Lurdes está de malas feitas p´rá Europa.
Diz que se fartou de andar a mando do malhadinhas, e queixa-se de dores no lombo do peso da albarda ministerial. Já pediu a demissão um cento de vezes, e outras tantas velas acesas à Senhora da Peneda.
Terá feito os clamores a Sócrates, um sacrifico a troco da Europa, pois o iscte não dá p´rás sopas. Quem lhe pagaria 600000 euros de letras do apartamento novo na Avenie de Rome, a uma pobre senhora nos avançados entas. Ah pois é...

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Nenhum empresário quer hoje enfrentar o governo.

Jornalistas despedidos pelo grupo Controlinveste alertam responsáveis políticos através de uma carta. "Os signatários acreditam estar perante um despedimento "selectivo", por tratar-se de jornalistas que internamente têm vindo a chamar à atenção e a reclamar sobre o desvio editorial que se verifica num jornal de referência' como o DN, com 144 anos de vida, bem como das diárias violações do Código Deontológico dos Jornalistas". P
Pacheco Pereira no Abrupto, com os chamados indices de situacionismo, tem chamado à atenção para o branqueamento que os jornais deste grupo fazem aos temas incómodos a sócrates.
Pscr.:"Agora que há um claro upgrade no processo Freeport, com arguidos por "corrupção activa", a RTP volta a colocar o caso num alinhamento secundário do telejornal das 13 horas. A SIC e a TVI abriram com o caso Freeport, a RTP não. Gostava de saber que critério jornalístico explica a razão pela qual a RTP desvaloriza sistematicamente este caso e se recusa a ter uma atitude de investigação activa, ignorando o que já todos os outros órgãos noticiam sobre os arguidos do processo, andando sempre várias notícias atrasadas, quando as dá, o que nem sempre acontece." PP em 20/2 no A

Com Sadam Hussein Também era assim

José Sócrates reeleito secretário-geral com 96,43 por cento dos votos.

Caros concidadãos, acham normal em democracia, num partido que se diz plural, uma votação para líder com estes valores. Só comparavel a Sadam ou Chavez.
Há explicações?
Diz JAS "Vivemos um tempo que se pode classificar como de democracia limitada. Sócrates construiu uma estrutura de poder que infunde receio."
Diz Mário Crespo "Façamos de conta que esta democracia está a funcionar e votemos. Votemos, já que temos a valsa começada, e o nada há-de acabar-se como todas as coisas. Votemos Chaves, Mugabe, Castro, Eduardo dos Santos, Kabila ou o que quer que seja. Votemos por unanimidade porque de facto não interessa. A continuar assim, é só a fazer de conta que votamos."
Jorge Neto "vivemos na indiferença porque o medo está presente e a presença do medo dá azo à resignação"

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Fizeram o 25 Abril e governaram-se com ele

Este Sábado adianta o Expresso, que Dias Loureiro mentiu à comissão parlamentar. Alguém ficou admirado? eu não.
Quem passou uns anos ligados a esquemas terá pudor em mentir para manter o statosquo? ainda por cima, em comissões para entreter meninos.
Já alguma comissão parlamentar de inquérito teve consequências?
O esquema é sempre o mesmo. A politica e o poder vendidos ao capital, ao correr mal se puderem refugiam-se nas imunidades.
Pergunto eu, não pode um Juiz destituir do Conselho de Estado o doutor Loureiro e acabar com mais esta pouca vergonha? eu sei que o cidadão já está imune; ao ritmo que elas se conhecem, mas sei lá, talvez algum decoro para manter as aparências lá fora. Pobre país!
Fizeram o 25 Abril e governaram-se com ele...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

"Paneleirices" que não enchem a barriga.

Portugal entrou em recessão outra vez após cinco anos, depois do PIB se ter contraído 2% no quarto trimestre, revelou o INE.
Este valor é o dobro do previsto e revela a incompetência do governo na resolução estrutural dos problemas. Mais nenhum país na UE teve uma queda neste nível.
Sócrates em três anos aplicou uma politica salazarenta de roubar as classes médias para pagar o défice e distribuir aos bancos e grandes empresas em troca de empregos pagos com salário mínimo. Isto não é politica é mais do mesmo, é statosquo, é vender um enxorrilho de mentiras e ilusões.
Empresas que receberam milhões em benefícios, isenções e formação, aproveitam a crise para despedir e fechar, indo fazer o mesmo p´rá Bulgária, Roménia e outros países que estão agora a beneficiar de fundos estruturais_quem os obriga a devolver o que receberam por incumprimento? não interessa, dão-se favores públicos para obter vantagens individuais.
Só no BPN nacionalizado, o buraco passou de 800 para 1800 milhões, o proprio Faria Oliveira diz que a CGD não põe lá nem mais um tostão. Cada contribuinte terá de pagar 300euros para tapar aquele buraco. A nacionalização era necessária? talvez, mas de toda a SLN, os donos do banco, os que devem responder. Os activos banco não pagam o rombo e o governo já reconheceu, mas não lhe interessa explicações ao povo que tenta manter ignorante.
O governo falhou em toda a linha, acabaram-se os cortes de fitas em obras anunciadas 3 e 4 vezes, as fictícias boas noticias, em que aparecia logo Sócrates em rei da macacada.
Agora, o chefe da quadrilha anda a monte pela provincia, contando espingardas para tiros de pólvora seca na missa da consagração. Enquanto isso, na quimonda é Mário de Almeida quem está a arranjar uma solução, o Pinho quer é allgarve, a estourar um milhão de euros por meia dúzia de fotos, valha-me Deus, e por ai fora.
Agora que a coisa azedou forte e feio, arranjou-se a tal missa com discursos e paradas para venerar o chefe, ao jeito de qualquer caudilho mexicanizado, numa espécie de União Nacional em que os boys vão ao beija mão. Entretando nos preparativos, lança-se mão na sociedade de um irreal social: casamentos gays, eutanásia,s politicas natalistas e como diz o zé: uma data de paneleirices que não enchem barriga.
Obviamente que Cavaco Silva já disse o óbvio, é preciso recentrar a agenda nos verdadeiros problemas do país. O clima que se vive é de fim de festa e o que vale ao PS, é o PSD não estar preparado e Cavaco ter uma certa alergia a Louçã

ME-Spam de má qualidade

O mistério do eduquês voltou hoje à carga nas caixas de correio electrónico dos professores, o que provocou uma onda de indignação, com vários emails recebidos aqui na nossa redacção.
O novo ataque deve-se a duas frentes de luta judicial recentemente abertas, com os contributos de Gracia Pereira nos umbiguistas, e os sindicatos noutra iniciativa. A maldita trindade está de cabeça perdida, recorre à intimidação pidesca, vale tudo, é o fim de festa...
Os emails foram cedidos ao ME para efeito de concursos, pelo que a sua utilização para propaganda e intimidação é abusiva e deverá ser alvo de queixa à comissão de protecção de dados e a outras entidades indicadas para o efeito.
Aqui no soucontraacorrente, esse tipo de spam pidesco e negro não entra, está assinalado como ameaça, pior que spam.

F.Câncio-DN-Encher Balões

Numa altura em que o país vem abaixo com a governação xuxalista, F.Câncio alinha na estratégia do PS, assobiar para o lado e encher balões. Para isso, nada mais apropriado que um artigo de reflexão no DN sobre os buracos em Lisboa. Profundo...

Antes que comece




Com o programa de estimulo à economia, a reparação do parque escolar está dispensado de concurso público até 5 milhões de euros. Neste caso, com o actual clima de suspeição e impunidade em Portugal, mas ao mesmo tempo com os holofotes projectados nas obras do governo, os boys já arriscam menos no desfalque do bem público.

Neste caso, alguém teria de explicar num tempo de vacas magras, para onde tinham voado 20 000 000 euros. Portanto antes que comece...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Odores da Cova Beira no Ministério Público

"José Sócrates, na altura secretário de Estado do Ambiente, teria recebido dinheiro para aprovar a construção de um centro de tratamento de lixo na Cova da Beira. Em causa, segundo despacho do Ministério Público estariam 300 mil contos, sendo que metade do valor se destinava ao actual primeiro-ministro. Neste caso há no entanto mais três nomes envolvidos, um dos quais António morais, ex-professor de Sócrates acusado lado a lado com a ex-mulher de corrupção activa e branqueamento de capitais no licenciamento do aterro através do seu gabinete de engenharia.(...) António Morais terá invocado o antigo Código de Processo Penal para se opor à publicidade do processo durante a instrução. O pedido foi aceite, muito embora a data já vigorasse o novo código, curiosamente aprovado por socialistas"TVI Nuno Morais Sarmento fala aqui da lixeira
O doutor Santos Silva tem razão, está em curso uma campanha contra o 1º ministro. Acontece que essa foi semeada pelo próprio, estando as sementes agora a germinar. O ministro da propaganda não pode querer que a justiça não funcione, só para que não exista a dita campanha. São já muitas as telhas rachadas num telhado de vidro, feito sem concurso público.
Essa coisa da privacidade, em cargos públicos não existe, os cidadãos têm todo o direito de saber o que se passa e exigem ser informados sobre a conduta e carácter de quem os governa.
Sobre a agenda politica do PS para entreter meninos, falarei talvez amanhã, é no entanto uma pouca vergonha. Os desempregados e as PMEs devem estar a adorar o debate politico: casamentos larilas, violência doméstica, eutanásia, etc, insultuoso na actual conjuntura.

Sobreiros no rasto de pinocrates

O plano de pormenor do Vale da Rosa prevê a construção de 7500 fogos para habitação, de um complexo desportivo, onde está inserido o novo estádio do Vitória Futebol Clube, e de um centro comercial. O plano foi alvo de uma declaração de imprescindível utilidade pública por parte de José Sócrates e de Capoulas Santos, em 2001, um mês antes das eleições autárquicas de Dezembro, quando ainda eram ministros do Ambiente e da Agricultura. Para a construção do empreendimento, prevê-se o abate de uma área com cerca de 700 sobreiros(preparavam-se para abater 1331), uma espécie legalmente protegida.
Legalmente não pode haver abate. Se o estádio de futebol fosse construído na zona dos sobreiros,o abate seria permitido, uma vez que se trata de uma construção de imprescindível utilidade pública. Como não está prevista a construção do estádio nessa área, do ponto de vista legal, os sobreiros não podem ser abatidos”.Francisco Ferreira-Quercus
Parece que também não houve qualquer estudo de impacte ambiental para acrescentar às ilegalidades. A judiciária já tomou conta do caso, em que mais uma vez o nosso amigo está envolvido, tal como os futebóis e o sector do betão.
Pergunto:
-Porque é que só passado sete anos se mexe num processo carregadissimo de suspeições?
-Até quando este coktail de politica-betão-futebois-financiamento de campanhas?

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Allsocrates, a internacionalização

SOCRATES.dailymail.co

Casas de Sócrates na Judiciária


Consulte aqui os maravilhosos projectos
Projectos de engenharia investigados. PSD da Guarda avança hoje com denúncia na Justiça. 15 das 23 obras feitas são na zona do Mondego .IOL
Vários projectos de casas realizados pelo primeiro-ministro levaram entre um a oito dias a ser aprovados pelo executivo.S

O presidente da Câmara da Guarda (PS) recusou hoje enviar para a Inspecção-geral de Administração do Território (IGAT) o relatório da comissão interna sobre licenciamento de projectos assinados por José Sócrates nos anos 80, por considerar que "está tudo esclarecido".Guarda, 11 Fev E

Mário Crespo diz: Está bem... façamos de conta

"Façamos de conta que esta democracia está a funcionar e votemos. Votemos, já que temos a valsa começada, e o nada há-de acabar-se como todas as coisas. Votemos Chaves, Mugabe, Castro, Eduardo dos Santos, Kabila ou o que quer que seja. Votemos por unanimidade porque de facto não interessa. A continuar assim, é só a fazer de conta que votamos."

Baptista Bastos fala dos Homens sem reino

"(...)legitima decisões as mais asquerosas e danosas para a generalidade dos portugueses, apoiado numa maioria que, demonstradamente, não merece. Para que o embaraço continue, o ministro Santos Silva desencadeia novo alvoroço no partido, já de si tão ausente de convicções quanto repleto de oportunistas. Lembremo-nos de que o PS não pertence, apenas, ao "arco do poder": é uma agência de empregos(...)"

Duas boas catarzes para o peso que me vai na alma

para o nó que me sufoca a garganta

num constrangimento à liberdade

num pais que já não encanta.

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Eanes: Há um clima de medo

"Há um clima de medo em Portugal"
Depois de Manuel Pedro, fundador do PS, vem agora O ex-Presidente da República Ramalho Eanes denunciar nesta terça-feira, a existência de um clima de medo crónico de criticar para não ser prejudicado e de arriscar. O general pede ainda que os políticos informem sempre os portugueses da verdade.S
Sobre o estado da nação diz hoje também o Dr. Soares sobre bancosAs pessoas tiram as conclusões das coisas. Como podem as pessoas aguentar que o Estado vá salvar um banco onde se sabe que há roubalheiras absolutas e fique tudo na mesma depois do Estado lá meter o dinheiro dos contribuintes. Não é possívelP
Será que lá para o fim da tarde aparece o Dr. Santos Silva a dizer que estes senhores pertencem a uma organização mafiosa e esotérica que quer destruir o governo?

AGORA É QUE VAI SER MALHAR

Diplomas sobre avaliação dos professores são ilegais, defende Garcia Pereira. P
Estava à espera desta noticia por estes dias, não me surpreende e a obviamente quem está dentro do assunto. Já aqui tinha partilhado que este ministério iria cair na própria armadilha que criou proporcionada pela enorme e gritante incompetência. E cai precisamente pelas associações de professores independentes, o que me leva a crer que este é o caminho, sem excluir ninguém, obviamente que há que perguntar para quê sindicatos com 2000 sócios, ou certas agendas sindicais preocupadas em salvar velhos paradigmas.
Quanto às inconstitucionalidades e às várias quebras à hierarquia do direito, não me quero alargar, as evidências falam por si, somente acrescentar, que os ataques vão começar às opções de esquerda de Garcia Pereira, e é caso para perguntar a essa cambada de fascistas se Portugal é um pais democrático multipartidário? Então caros amigos ide para a Venezuela ou Líbia, os novos amigos democráticos do vosso 1º.
Os tribunais regem-se pelas leis da republica, não por opções politicas. Para os interessados podem consultar aqui a carreira académica, profissional e de cidadania de Garcia Pereira.

Fugide riquinhos, vem ai o zézito

Eu até já estava para ir à minha vida, mas começo a ler a corja nos jornais e o sangue aflui-se-me às pontas dos dedos e querem é teclado.Diz o pinocrates no P:
_" foi este Governo que (...) congelou as pensões mais altas que estavam muito próximas de 12 vezes o indexante de apoios sociais e eram muito elevadas." a resposta está aqui
_"como é que alguém diz que não é possível fazer isto apenas porque não é possível identificar um rico". "Nós sabemos quem é rico e quem não é rico."Começo a entender, depois da perseguição a todas as classes profissionais, agora o bode expiatório vão ser os ricos, claro está que p´ró pinocrates o sucesso da medida está na definição de rico, e ai, todos os que ganhem mais de 1500 euros mensais brutos devem entrar.
_"Mais obras públicas não porque isso dá emprego, imaginem, a estrangeiros. Mais investimento também não, porque não há dinheiro para nada"(diz o pinocrates sobre Ferreira Leite) sobre isto aqui fica a resposta do Prof. João César das Neves

MP profere acusação U.Independent

Lisboa, 30 Jan (Lusa) - O Ministério Público (MP) proferiu acusação por crimes de natureza económico-financeira contra 23 pessoas singulares e três pessoas colectivas, no âmbito do "caso Universidade Independente", que teve início em 2006.
Segundo uma nota da Procuradoria-Geral da República (PGR), os arguidos são acusados da prática de crimes de "associação criminosa, fraude fiscal qualificada, abuso de confiança qualificada, falsificação de documento, burla qualificada, corrupção activa/passiva, corrupção no sector privado, branqueamento, recepção ilícita de depósitos".
Foi aqui, nesta universidade, que o actual primeiro-ministro e outro notório personagem, Armando Vara, "tiraram" a sua licenciatura e receberam qualificações académicas, para se intitularem engenheiro e dr.
Por estas acusações, a universidade mais parecia um antro de
delinquência
A licenciatura do PM ainda conta com uma particularidade de relevo: o seu professor principal, António Morais, que o PM só conheceu enquanto professor ( claro, claro...) vai responder em breve, por crimes de corrupção e branqueamento de capitais.
Prestígio como este, não há por aí, aos pontapés. portadaloja
Bons comentarios a tudo isto aqui

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

P.Conselhos Executivos: declaração de Coimbra

Os 212 Conselhos Executivos reunidos em Coimbra, consideram que a insistência na aplicação do modelo de avaliação parece responder apenas a dois objectivos, um político que se esgota num mero cumprimento de calendário, outro, digo eu, economicista, alcançado com terrorismo de estado e esclavagismo junto da classe.

Da reunião resultou esta declaração