sexta-feira, 2 de janeiro de 2009

APÓS O SIMPLEX ARRANCA A ENTIFADA

Do simplex promulgado por Cavaco, anuncia o Super Mário uma entifada até às eleições, na pior das hipóteses. Para já temos novo Dia D_ um PSD que faz a meia culpa com nova proposta de suspensão deste modelo de avaliação, para votação dia 8 Janeiro.
O novo simplex é mais um remendo na manta. Retira a parte didáctico-cientifica da avaliação, o que deveria ser o pilar. O brio do professor está na sua dinâmica de sala de aula e na sua competência cientifica. Mas isto traz um problema que precisa de tempo - os mais preparados avaliarem os menos – o que a tia Lurdes não tem, dai atabalhoar tudo até às eleições, a qualidade de ensino fica p´rás calendas.
Os professores que estiverem em condições de pedir a reforma nos próximos três anos foram também dispensados da avaliação. Quer dizer, os tais titulares que têm os cordelinhos do sistema, podem andar em roda livre. Pura demagogia e contradição
Os professores contratados para leccionar áreas profissionais, tecnológicas e artísticas poderão pedir a dispensa. Ah ah ah, mais uma pérola. Os alunos destas áreas não terão nenhuma certificação na qualidade do ensino ministrado.
O ministério enredou-se no próprio monstro que criou, isolou-se pela arrogância, agora aguente. Este 2009 vai ser um pântano, Sócrates e Cavaco que continuem a atirar cordas, pode ser que se enterrem também.

1 comentário:

Isabel Pedrosa Pires disse...

Que a remissão dos pecados do PSD//PPD seja profícua, não levam o meu voto mas têm muito que pagar.
Além disso são mais uns palhaços para este Circo da muito bem chamada “Entifada”.

BOM 2009.