quinta-feira, 10 de março de 2011

A falsa alternativa

Parece que o PSD já tem uma espécie de programa de governo, parece que é semelhante ao que fazia o Zé do telhado, mas ao contrário!
Um comentário que li de um anónimo no jornal Público sintetiza o dito programa na perfeição:

""Nove meses de entrevistas com 55 empresários e gestores nacionais resultaram num livro com 365 ideias". Presumo que queiram perder as eleições ou eventualmente ganhar à rasquinha. Não há aqui nada de novo excepto espremer ainda mais a população. Não vejo aqui nada relativo a baixar os salários / mordomias dos políticos, limitar o número de políticos que se alimentam do Orçamento de Estado, reduzir as despesas do Estado de forma coerente. Reduzir o numero de Câmaras Municipais, etc. Nenhuma solução para acabar com os pedidos de empréstimo, nem tentar equilibrar os impostos de Portugal aos de Espanha... nada para resolver o descalabro económico que se vive junto da fronteira. Opostamente, vê-se 'aumento da tributação sobre o consumo', 'melhorar o nível salarial dos políticos', e , é verdade, recentemente votaram contra a proposta de limitação das remunerações dos gestores públicos. Realmente isto promete... que grande alternativa !..."

Tirem-me deste filme!

2 comentários:

a.marques disse...

GOVERNAR É O QUE FAZ FALTA
Aquela Assembleia é um desastre. Em acto de fé beata transformaram solidariamente o Bloco de Esquerda no mal de todos os nossos pecados. Aquela tropa fandanga não percebeu que o BE quis acima de tudo agitar as águas. Legitimamente diga-se. Infantilmente correu tudo a monte a descascar no pião das nicas . Impressiona sobretudo a demência exposta, ao cavalgarem sem lhe doer o cu, a velha e única mula que o PS sabe montar. Baralhar e distrair. A ironia De Manuela Ferreira Leite, condenada por falar em interrupção da democracia a brincar, esteve a um passo de ser levada á prática a sério pelos gemidos circenses do contorcionista Sócrates. E os das 365 seguidas vão ter que alargar o calendário para a cobrição plena.

carol disse...

Pois é. Mas o ZéPovinho está desertinho de lá meter o PSD. E vai meter. E depois vamos ver o que vai ser bom para a tosse. Porque este é mau, é sim senhor! Mas o outro vai ser ainda pior. Vos garanto. É que quando lá estiveram nos anos 90 havia muito dinheirinho, mas agora a vaca secou. E governar sem dinheiro é capaz de ser difícil.